Delegado Wellington parabeniza Polícia Militar pelo incentivo ao aleitamento materno e cobra proposta semelhante para a Guarda Municipal

Durante sessão ordinária desta quinta-feira (7), o comandante geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta e a Major Maria Eleutério de Arruda, usaram u a Tribuna da Casa de Leis para falar sobre a modificação da lei que permite às mães policiais uma jornada de trabalho diferenciada para o aleitamento materno. No mesmo sentido, o vereador Delegado Wellington (PSDB), discorreu sobre o projeto de sua autoria que visa instituir o Programa Municipal de incentivo à doação de leite materno e solicitou que algo semelhante fosse implementado para a Guarda Municipal.

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS) assinou uma portaria que regulamenta a amamentação das policiais militares durante sua jornada de trabalho até que a criança complete 18 meses, prevendo intervalos que possibilitem a profissional realizar a amamentação.

O coronel Waldir Ribeiro Acosta esclareceu sobre a importância do projeto. “Essa portaria foi assinada a fim de apoiar a amamentação que é tão importante para a criança e para a mãe, para nós foi muito importante atender o pedido dessas policiais femininas”, destacou.

“É importante, incentivarmos sempre a doação, independentemente de qualquer contrapartida, pois é um ato de amor ao próximo e a vida, por isso, eu faço esse apelo para que as mães façam essa doação”, afirmou o Delegado Wellington destacando o projeto que autoriza servidoras que doarem leite materno a obter dias de folga.

Além disso, Delegado Wellington convocou os demais parlamentares para que uma proposta semelhante seja implementada na Guarda Municipal de Campo Grande.

“Nós vereadores, vamos procurar, aos moldes do que foi pela Polícia Militar implementar essa portaria para a Guarda Municipal e para as nossas servidoras, pois assim damos dignidade da pessoa humana”, finalizou.