“Precisamos unir esforços contra o Coronavírus”, afirma Delegado Wellington durante assinatura da parceria com a Defesa Civil

A Câmara Municipal de Campo Grande e a Secretaria de Estado de Governo, através da Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, firmaram, durante a sessão ordinária desta terça-feira (19), um Termo de Cooperação Mútua com o objetivo de promover ações de combate e enfretamento à pandemia causada pelo novo Coronavírus.

Pelo Termo, a interlocução e gestão das atividades ficam sob a responsabilidade de, no mínimo, um representante de cada uma das partes, encarregados de coordenar as relações institucionais e a execução das atividades a serem desenvolvidas.

“Previsamos unir esforços contra essa pandemia. A Câmara tem trabalhado para dar as ferramentas necessárias para que o município funcione. Precisamos de integração, e isso é missão de todos. Quando a gente fala em combate à pandemia, a Defesa Civil tem um papel muito importante, pois é ela quem vai no front de batalha. Qualquer evento que venha a somar forças, a integrar, a fazer com que possamos sair mais fortes, é extremamente importante. Isso é mais um aparelhamento, uma ferramenta necessária para que a gente possa dar continuidade ao combate”, discursou o vereador Delegado Wellington, que falou em nome da Câmara durante a assinatura da parceria.

Segundo o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, que também assinou o Termo, a interação entre os entes tem sido fundamental para a contenção do vírus em Campo Grande.

“Assim que a gente constrói o combate a qualquer problema que a gente tenha. Temos que parabenizar Campo Grande pelas atuações que têm tido frente ao Coronavírus. Estamos juntos, com todas as instituições, que de alguma maneira podem contribuir para que a gente supere esse momento. Nós vamos virar essa página”, afirmou Riedel.

Participaram da assinatura do termo de cooperação todos o 29 vereadores, o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, o secretário especial do Governo de MS, Carlos Alberto de Assis e o Secretário Adjunto da Segov, Flávio César.