Delegado Wellington vota a favor de requerimento que pede transparência no Proinc

Apesar do voto favorável, do vereador Delegado Wellington (PSDB), o requerimento que pedia dados de pessoas contratadas pelo Proinc (Programa de Inclusão Profissional) à Funsat (Fundação Social do Trabalho) apresentado na sessão ordinária da última quinta-feira (21), não foi aprovado por um voto de diferença. O documento foi elaborado após o recebimento de denúncias sobre possível fraude no Distrito de Anhanduí.

Sempre de forma independente, Delegado Wellington justificou seu voto cobrando respostas da prefeitura nos requerimentos enviados pela Câmara Municipal.

“Eu voto de forma independente, sempre em favor da população. Tenho que reiterar aqui que a prefeitura não tem respondido aos ofícios desta casa e conforme a lei orgânica isso é passível de punição, portanto exigimos respeito, pois requerimento faz parte do regimento interno e é uma ferramenta de fiscalização dos vereadores e disso não vamos abrir mão”, disse Delegado Wellington.

O requerimento rejeitado em plenário pedia a relação completa de todos os atuais beneficiários do programa de inclusão profissional (proinc); a identificação de todos os atuais beneficiários do programa de inclusão profissional (proinc); a lotação atual de todos os atuais beneficiários do programa de inclusão profissional (proinc); a data de entrada de todos os atuais beneficiários no programa de inclusão profissional (proinc).