Delegado Wellington ministra aulas de Criminologia Aplicada à Segurança Pública na ACADEPOL-MS em curso de formação policial

Deu início na data de ontem (04/01/2021) o Curso de formação de 154 alunos Escrivães de Polícia e o Delegado Wellington é um dos professores do Curso na disciplina de Criminologia Aplicada à Segurança Pública, na Academia de Polícia Civil – ACADEPOL-MS.

Atualmente o estudo da criminologia é essencial para todos os profissionais de segurança pública, em especial da Polícia Judiciária, a qual é responsável em investigar os delitos para determinar a autoria, materialidade e circunstancias dos fatos, bem como demais áreas do sistema judiciário, penitenciário, penal e demais órgãos responsáveis pela reinserção social dos indivíduos punidos pela esfera da lei.

A Criminologia é cercada pelo direito penal e da política criminal, sendo ela responsável pelo estudo do paradigma etiológico criminal, estudando principalmente as causas pelas quais ocorrem o delito.

Plano Municipal de Segurança Pública, autoria Delegado Wellington

Em uma primeira análise, a criminologia tem por objeto o crime, o criminoso, a vítima e o controle social, sendo esses elementos norteadores para explicar o fenômeno da criminalidade.

Baseado justamente na criminologia o Delegado Wellington é o autor do Plano Municipal de Segurança Pública na cidade de Campo Grande – MS, Lei nr. 5.865/2017, o qual propõe a resolutividade de problemas de segurança pública de forma integrada com as demais áreas do município.

Os agentes de segurança pública e demais profissionais devem compreender que tudo está em um mesmo contexto social, e sendo o crime um problema social não se pode buscar soluções de forma ilhada e sim integradas, analisando criminalidade de maneira diferenciada, permitindo assim fazer um julgamento coerente sobre as  possíveis prevenções, punições previstas e políticas públicas mais adequadas em determinado contexto criminológico.

Quando o Delegado Wellington foi titular da Quarta Delegacia de Polícia de Campo Grande e Primeira Delegacia de Campo Grande elaborou o mapeamento da criminalidade das zonas com maiores incidências de crimes, determinando assim o padrão criminal das áreas através de técnicas de análise criminal constituindo uma excelente ferramenta de combate e prevenção a criminalidade, com estatísticas qualitativas e quantitativas.

Aliás,  o caráter estatístico da região fornece subsídios para diversos planejamentos que visem diminuir índices de criminalidade, seja no planejamento do policiamento ostensivo, limpeza de áreas públicas,  melhora da iluminação, operações tapa buraco, atendimento à pessoas  em zona de vulnerabilidade, controle de pessoas, atendimento na saúde, em delegacias, no esporte, lazer, cultura e até mesmo o desenvolvimento de projetos que buscam a redução de inserção de jovens e adolescentes que ingressam no crimes e nas drogas.

A criminologia aplicada à segurança pública é a maneira mais coerente e eficiente na construção de políticas mais adequadas ao cenário criminológico de determinada região.

Dessa forma o estudo da criminologia permite desmembrar os diversos crimes que ocorrem sobre determinada região, auxiliando na construção de políticas preventivas à prática criminosa, a criação de oficinas de artesanato, projetos de dança e música, oficinas profissionalizantes e bolsas-auxílios que ajudem na diminuição da vulnerabilidade social, são importantes políticas preventivas ao desenvolvimento do comportamento criminoso, em especial nas crianças e adolescentes.

Foi pensando dessa forma que o Delegado Wellington desenvolveu diversas políticas públicas voltadas à segurança pública, com foco nos estudos de criminologia, visando realizar planejamento e governança em segurança pública, com o objetivo de racionalizar os recursos humanos e materiais e assim ajudar secretarias com orçamentos reduzidos, uma vez que os projetos são desenvolvidos sempre de forma integrada e com foco específico na resolutividade do problema, reduzindo gastos desnecessários com áreas sem necessidade iminente.